Truques do Steve Vai


10 Coisas que aprendemos com Steve Vai, e que podemos usar diariamente.


Neste ponto de sua carreira - 30 anos, não há muito sobre Steve Vai que não tenha sido falado antes. Felizmente, alguns de nossos fãs do Facebook mantiveram Vai ocupado por quase duas horas falando sobre tudo, desde a influência de seu ex-chefe e mentor Frank Zappa até alguns lances. Confira aqui as melhores sacadas do mestre.

10-Coisas-que-aprendemos-com-Steve-Vai

1. Ele está vasculhando seus arquivos para seu próximo projeto.
VAI: Agora eu estou trabalhando no disco que será incluído na edição de 25º aniversário de Passion and Warfare que vai sair no próximo ano.

Eu escrevi esta música entre o disco Flex-able e Passion and Warfare, ela estava meio que perdida no limbo eu acho. É muito bizarro e selvagem isso. Por algum motivo eu toquei com Andy Alt um dos solos mais estranhos que eu já toquei antes, acho que eu nunca havia feito nada daquilo, e ele disse: "Isso foi sensacional" e acabou sendo um solo que soou muito bem.

2. Quando se trata da técnica impecável de Vai, 11 é um número mágico.
VAI: Pratique muito, muito lento e perfeito. Se cada nota não soa como ela tem de soar, treine bem devagar. Então, lentamente, tente uma velocidade maior que você consiga tocar guitarra perfeitamente, sem esforço, tente tocar pelo menos 11 vezes seguidas sem cometer erros ao praticar guitarra.

Muito mais que um metrônomo, um baterista ! Você conhece o MP3 Audio Drums Kit ?

Então toque guitarra um pouco mais rápido. A paciência é de importância vital, mas ainda de maior importância é que você aproveite cada nota e coloque toda a sua atenção na alma de cada nota tocada.

3. Suas 10 horas de praticar guitarra são uma coisa do passado.
VAI: Se eu ainda fizesse isso as pessoas deveriam pensar que eu sou tão bom como elas pensam que eu sou... :)

eBook-31-acordes-essenciais-gratis


4. A improvisação e composição são vizinhos em solos do VAI.
VAI: Às vezes quando eu estou no estúdio trabalhando em um solo, eu divido-o em partes e trabalho em uma seção de cada vez até que algo não soe como qualquer coisa que eu já tenha ouvido ou tocado antes.

Eu normalmente não consigo fazer isso em tempo real, então eu preciso meditar sobre uma idéia. Então eu trabalho sobre essa idéia até que o vocabulário torne-se uma segunda natureza para mim. Assim, certos solos podem ser duplicados ao vivo muito perto do original, mas há sempre espaço para improvisação é claro. Eu gosto de fazer ambos igualmente.

"Você não deveria ficar pensando no que tocar,
mas ao invés disso, apenas deixar apenas fluir e pronto"

5. Tone ou Timbre é uma viagem extremamente única.
VAI: O objetivo final é encontrar o que é que faz com que você e ninguém mais, poderia dizer a você para fazer você se sentir bem.

Você é único, por isso as coisas que você deseja são únicas. O que é que você deseja que lhe traz o sentimento de realização e prazer ? Assim, ambas as opções, ou uma delas, ou nenhum deles, pode ser a resposta certa para você, mas você é a única pessoa que pode escolher o que é melhor para você. E não há respostas certas ou erradas.

6. Aprender uma nova melodia é em grande parte um exercício mental.
VAI: Eu ouço música e imagino em minha mente a minha imagem tocando muito bem, com elegância, sem esforço...

Eu também visualizo como soaria em minha condição musical mais perfeita saindo de meus dedos. Uma vez que esta imagem é clara, não há nada que possa impedi-la de se manifestar...

7. Substituir Yngwie e Eddie Van Halen? Sem problema.
VAI: Ambos os shows tiveram desafios, mas nenhuma pressão. Meu objetivo era dar o melhor de mim e entregar minha marca única e peculiar modo de tocar guitarra, no âmbito do que era esperado para a banda, só isso !

8. Quando fica nervoso e com medo do palco, Vai se concentra no presente.
VAI: Antes de subir ao palco, tenha um momento para colocar sua atenção em seu corpo, relaxar e respirar.

A única razão porque você comete erros e fica nervoso é porque você está com medo de cometer erros e sua mente está focada em um fantasma, até que isso tome conta de você, e é quando os erros acontecem. A melhor maneira de lidar com isso é dizer a si mesmo que está tudo bem, dar uma pequena pausa sem se preocupar com nada, e trazer a sua concentração as coisas que você está fazendo naquele exato momento.

MP3-Audio-Drums
Conheça o MP3 Audio Drums Kit


Então, quando você está colocando sua guitarra, sua atenção está toda na guitarra. E quando você entra no palco, você está focado em cada passo ao longo do caminho. E quando você vai tocar, sua atenção está em cada nota.

Você não deveria ter que ficar pensando no que tocar, mas em vez disso, apenas deixar fluir e dar toda a sua atenção nisso. Se um erro acontece, então o que é normal, aconteceu. A melhor maneira de destruir o resto de seu show é deixar esse erro se infiltrar e tomar posse da clareza de sua atenção. Ninguém se importa.

Não há nenhuma medida dessa forma. Você está lá apenas para trazer entretenimento para as pessoas.

Fique tranquilo e toque guitarra prestando atenção em todas as pequenas coisas que você faz que são simples na vida. Isso é quando a verdadeira qualidade irá fluir para o público.

Então, quando chega a hora de ir para um estágio, ou quaisquer outros momentos críticos na vida, você estará mais preparado, centrado, e ancorado no momento presente, onde realmente não há nenhum problema.

9. Malabarismos de Whammy-bar são menos destrutivos do que as últimas guitarras de VAI.
VAI: Desde que as guitarras Ibanez sairam com estas novas barras de titânio, eu normalmente me sinto vitorioso em quebrar uma a cada dois anos ou mais. Thomas Nordegg (técnico de guitarra do Vai) fica muito feliz com isso. Mas ainda assim eu tento quebrá-las.

10. Graças a uma diva pop, o passatempo do Vai está de volta - apicultura .
VAI: Infelizmente, eu perdi minha última colméia para a tristeza geral da colônia há alguns meses. Mas irei receber uma nova colméia que na verdade vem da casa de Bette Midler (atriz). E quando elas zumbirem em harmonia, criarão uma melodia que soará como "Wind Beneath My Wings".

"Blog Guitarra Técnica: O cara é um gênio, louco; mas um gênio !"


Gostou do artigo ? Comente, curta e compartilhe !

Recomendado para você !